Passado, Teshuvah e o Presente

Como Julgar uma pessoa? Passado, Teshuvah e o Presente! Como identificar quem fez Teshuvah e quem diz que fez, mas o presente nega?

Teshuvá - Arrependimento e retorno genuíno ao ETERNO e a Sua Torah.

Imagine duas pessoas com um passado com registros de comportamentos repreensíveis. Julgaríamos da mesma forma as duas pessoas? Que critérios usaríamos para julgar? A resposta tem como base a maneira em como estas pessoas estão vivendo no presente. Caso alguém tenha feito uma teshuvá genuína, o seu comportamento presente é completamente diferente do passado. Sua maneira de falar, sua postura e forma de agir. Neste caso os registros negativos do passado desta pessoa se tornam uma evidência de como ela realmente mudou. O comportamento presente é um testemunho desta mudança e o passado foi de fato desconectado com o presente através da Teshuvá.


Por outro lado, a outra pessoa em questão se comporta da mesma forma com que agia no passado, e embora diga que fez teshuvá, sua maneira de falar, sua postura e forma de agir é exatamente igual ao passado. Neste caso o presente é apenas a continuação de um passado que nunca foi interrompido pela teshuvá.

Recentemente vi uma pessoa que estava falando mal da Beit e não só de mim, mas de outros membros. A maneira de falar, o comportamento e a postura desta pessoa revela um nível espiritual extremamente baixo. Ao ser revelado o seu passado, não tivemos dúvida de que o seu momento presente é apenas uma continuação de uma decadência moral que já se arrasta a anos. A única coisa que livraria esta pessoa deste estado deplorável seria uma genuína Teshuvá. É por isto que a Teshuvá é algo tão impressionante, pois tem o poder de cessar um fluxo contínuo de transgressões, e criar uma nova onda de pensamentos, ações e palavras que transformam o universo dentro e ao redor da pessoa que faz teshuvá.

A dificuldade de fazer teshuvá reside no fato de que ao entrar em um nível moral decadente, a pessoa passa a ser dominada pela sitrá achará, e o veneno da serpente perverte seus pensamentos e a capacidade de discernir corretamente as coisas. Porém a possibilidade sempre existe, na medida em que mesmo que seja por um momento, haja no seu coração uma centelha de arrependimento. Que o Eterno faça a Sua Luz brilhar e livre aqueles que O buscam, de toda a escravidão do ódio, do sitrá achará e da iniquidade.


Marcos Andrade Abrão
Continue Lendo

Confiando no Eterno

Shabat Shalom para TODOS. Muita Luz e muita Paz no SHABAT.

O Eterno livrará você da opressão externa, mas ao mesmo tempo corrigirá você para que não seja mais vulnerável a opressão. CONFIE NO ETERNO, POIS ELE É JUSTO EM TODOS OS SEUS CAMINHOS.

A libertação do EGITO foi um Êxodo que puniu e julgou os egípcios e seus deuses, mas também corrigiu o nosso povo que servia como escravo a fim de que tivessem o mérito de sair da escravidão e ser o povo depositário das revelações Divinas. Mas, acima de tudo para nunca mais se tornarem vulneráveis a escravidão (ou assimilação). Além disto houve um processo de seleção que segundo alguns sábios, foi 1 entre quinhentos que saíram do Egito, os quais foram escolhidos para se tornarem uma nação sacerdotal.

Todo o tipo de problema, quando entra na fase da solução, os juízos são ativados contra os maus, porém aqueles que servem ao Eterno precisam estar atentos para enfrentarem os testes, fazerem escolhas corretas e acima de tudo permanecerem firmes, pois isto lhes dará o mérito para conquistarem as bênçãos que sempre vem após os testes. Este processo de superar os obstáculos e permanecer firme, enquanto os juízos vão sendo aplicados aos ímpios, pode parecer longo, mas na verdade não, é o tempo certo para que se cumpra o propósito Divino. Não se pode servir ao Eterno sem Emunah (Fé), e isto não significa apenas dizer que você acredita em D'us, mas acima de tudo que você confia Nele, mesmo que não entenda os métodos que ele usa.

Quando Moisés chega para libertar o povo, a primeira coisa que acontece é o Faraó tornar a escravidão do povo judeu mais severa. O povo questiona Moisés, e Moisés questiona o Eterno (está no final da parashá da semana passada). O Eterno diz para Moisés que ele verá o que Ele fará ao Faraó. O segredo contido nestas palavras é revelado pelos sábios que dizem que aquilo que o Eterno quis transmitir foi: Você verá o que eu farei com o Faraó, mas por questionar os Meus métodos, não verá o que Eu farei com os reis quando o povo conquistar a terra prometida. Ou seja, aquela atitude de Moisés teria privado ele de entrar na terra prometida. Depois que bateu na Rocha, ele pediu ao Eterno várias vezes para entrar na terra prometida, mas seu pedido não foi aceito. É claro que Moshê está muito acima de todos nós, é claro que o mérito dele está acima de todos nós, mas a Torah é extremamente honesta e mostra os acertos e erros para servirem de aprendizado para todos nós. A lição é: Não questione os métodos usados pelo Eterno, mas CONFIE NELE, pois ELE É JUSTO EM TODOS OS SEUS CAMINHOS. As dificuldades que você passar nos testes são justas, o juízo que cairá sobre os ímpios é justo, ou seja, tudo é justo pois o ETERNO é JUSTO EM TODOS OS SEUS CAMINHOS. Confie Naquele que criou tudo e faz com que cada pequena planta cumpra o seu propósito, não tenha dúvida que Ele também cuidará de você.

Marcos Andrade Abrão


Continue Lendo

O Eterno : Suas manifestações e Seus representantes

Imagine 10 quartos divididos por janelas de vidro com espessuras diferentes e enfileirados. Agora imagine uma luz que entra através do primeiro quarto passando por todos até chegar ao último. É simples concluir que o primeiro estaria pleno de luz, o segundo com um pouco menos de luz e assim por diante até chegar no último com uma quantidade muito menor de luz. Este é um exemplo da estrutura das Sefirot, o DNA do mundo existente. Através das sefirot a Luz Divina é canalizada e ocultada de forma diferenciada, permitindo a vida dos mundos e ao mesmo tempo transmitindo os atributos do ETERNO. Cada sefirá é uma manifestação do Eterno. Manifestação significa algo proveniente de alguém, ou seja, não são personalidades diferentes, mas manifestação de uma mesma pessoa. Assim também como no exemplo citado, embora os quartos tenham uma quantidade diferenciada de Luz e podem receber nomes diferentes para entendermos melhor suas funções, na verdade, é um mesmo raio de luz que ilumina todos os quartos (sefirot). Esta Luz vem de uma única fonte, o ETERNO. E a ocultação de luz permite que venhamos a existir.

Agora, imagine muitos recipientes expostos a uma mesma luz, com níveis de opacidade diferentes, e alguns quase transparentes. O resultado é que os mais opacos absorveriam menos luz e os mais transparentes seriam quase que totalmente preenchidos pela luz. E se entre eles tivesse um totalmente transparente, absorveria a luz de forma plena - na dimensão do espaço do recipiente. A partir daí, entendemos os representantes do Eterno. Os menos opacos e os quase transparentes seriam justos e o Mashiach seria aquele que é totalmente transparente, e por isto o nome Mashiach, ou seja, aquele que está cheio de azeite (de Luz). Porém, a mesma luz que ilumina o Mashiach, ilumina o recipiente mais opaco, e cada recipiente que recebe uma quantidade maior de luz se torna representante desta luz para os mais opacos. Os Tsadikim seriam como uma luz neste mundo e o Mashiach aquele que transmite a maior intensidade de luz. Porém, a Luz procede do Eterno, da mesma fonte.

Representantes e manifestações, TODOS DE UMA SÓ FONTE, UM SÓ D'US, INDIVISÍVEL, INCORPÓRIO E ÚNICO. Ouve Israel, o ETERNO nosso D'us, o ETERNO é UM!

Continue Lendo

Pare para PENSAR e pense no ETERNO! ELE pensa em você 24 HORAS POR DIA!

Segundo alguns sábios cabalistas, tudo o que existe, existe no pensamento do ETERNO. A diferença de nós é que quando o Eterno pensa, uma realidade é disponibilizada para que o Seu pensamento venha a existência.

Estava lendo o livro "A Vida Secreta de D'us" e vi algo extremamente profundo e significativo. As vezes sonhamos acordados, pensando em algo relacionado a nós e as vezes envolvendo outras pessoas. Mas, basta parar de pensar e aquela realidade que estava viva em nossa mente automaticamente desaparece. Logo, se o Eterno parasse de pensar no mundo existente por um segundo, tudo deixaria de existir. Porém, a reflexão mais profunda acerca disto é que Ele pensa de maneira específica em cada um de nós 24 horas por dia (usando uma linguagem acessível a nós). Ou seja, cada ser humano recebe uma atenção integral e plena do Eterno.

PARE, PENSE E DEDIQUE MAIS TEMPO para ler a Torah, praticar as Mitzvot, conversar com o Eterno e aprender com ELE a maneira correta de discernir o que está acontecendo na sua vida. Peça ajuda a Ele, direção de como deve agir e o que Ele está tentando lhe ensinar.

"Meu filho não esqueça da MINHA TORAH e MINHAS MITZVOT (mandamentos) guarde dentro do seu coração (...) Confie no ETERNO de todo o seu coração, não te fies na sua própria maneira de ver as coisas. Em todos os seus caminhos aprenda com ELE como discernir e ELE ajustará suas veredas". Mishlei (Provérbios) 3:1,5.

Continue Lendo

Colocando foco no nosso Relacionamento com o ETERNO!

O Mashiach, os Avot (patriarcas) os Tsadikim (justos do povo judeu), que viveram tendo como base a Torah apontam para o Objetivo dos Objetivos, nos APROXIMAR DO ETERNO. O mérito de Ieshua foi fundamental para nosso retorno ao Eterno. Os escritos dos Tsadikim são fundamentais para nosso crescimento espiritual e entendimento da Torah. O mérito dos Avot (patriarcas) e as revelações da Torah escrita e oral também são fundamentais para nos direcionar na nossa jornada. Mas, o objeto de todos e de todas as coisas reveladas é: nos aproximarmos do ETERNO, amando-O com todos os recursos da nossa alma, e tendo ELE como único referencial espiritual para direcionarmos nossos pedidos, nossos serviços religiosos e nossas orações e rezas.

É preciso se libertar de toda idolatria, mesmo que seja conceitual e colocar o foco unicamente no Eterno, quando se trata de um relacionamento Divino. Na parashá do último Shabat tratei desde assunto muito importante para a nossa vida espiritual.

Continue Lendo

Antes de fazer uma grande mudança, saiba quem você é!

Quando entendemos quem somos, então a mudança ocorrerá na nossa motivação, cumprindo o nosso papel da melhor forma possível. As pessoas ao seu redor, sejam agradáveis ou desagradáveis fazem parte do "filme" em que você está atuando. O grande desafio e a maior conquista é "conhecer o ETERNO" pois esta é a verdadeira chave para sabermos quem somos, o que estamos fazendo aqui e a razão dos acontecimentos que nos rodeiam.
"D'us disse: Não deixe que o sábio se orgulhe da sua sabedoria, nem o rico se gabe das suas riquezas, ou o forte da sua força. Somente aquele que Me conhece e faz justiça, pode se orgulhar" (Jeremias 9:22).
Imagine se todas as pessoas parassem de brigar e decidissem fazer a sua parte para contribuir com os demais. Utopia? Não! O mundo será assim na era messiânica. Como? Porque "a Terra se encherá do conhecimento do Eterno como as águas cobrem o mar" como está escrito no livro dos profetas.

Aprenda a falar com o Eterno todos os dias! A sua vida vai melhorar 100%!

Uma reflexão baseada no livro "A Vida Secreta de D'us" - Rabino David Aaron - Editora Sefer.

Continue Lendo

Chanukah 5776: Como acender a Chanukiah

Chag Chanukah Sameach!
Feliz Chanuká!


  • As Chanukiot devem ser acesas todos os dias da festa de Chanukah, uma de cada vez, como ilustrado abaixo.
  • Deve ser colocada na janela, a fim de que outros possam ver também.
  • No Shabat, o horário/ordem de acendimento é diferente, conforme explicado abaixo.
  • As luzes podem ser acesas com velas (kosher) ou com azeite e pavios.






As Brachot acima também podem ser encontradas em português no Sidur Completo da Editora Sêfer (Páginas 584, 585 e 586).
Continue Lendo

Luz Divina: O Desejo Primordial da nossa Alma

Deixe a LUZ entrar! REFLEXŌES SOBRE A LUZ DIVINA! O desejo primordial da nossa alma!

Um quarto, por mais escuro que esteja, precisa apenas de uma pequena abertura para deixar a luz entrar e afastar toda escuridão. A Luz Divina bate à porta todos os dias no coração de cada pessoa. Pequenos sinais, uma voz suave, um sinal que chama para retornar, para voltar ao desejo primordial da própria existência: unir-se ao ETERNO. Abrir a porta, um ato simples que afastaria toda escuridão. O orgulho é suplantado por uma sensação de gozo espiritual tão grande, que afasta todo medo, toda dúvida e nos faz mergulhar na presença Divina.

Na essência da nossa alma existe um desejo primordial de nos unirmos ao Eterno, ao nosso Criador, Aquele que colocou uma centelha da Sua Luz Divina no âmago da nossa alma nos concedendo a vida, a existência.

Todo ódio, rancor, medo e toda espécie de sentimentos maus simplesmente desaparecem quando a Luz Divina enche o "quarto" e nos sentimos imersos na Luz, preenchidos por um sentimento de plena felicidade.

O amor mais puro e profundo está armazenado justamente neste lugar, o lugar mais secreto do nosso ser, tão perto de nós e ao mesmo tempo tão distante. Nos afastamos quando focamos apenas no que os nossos olhos podem ver, no que a mente pode ponderar, no que as circunstâncias da vida tentam nos influenciar.

Mas, ao fechar os olhos e nos aproximar da própria essência da nossa existência, podemos repetir a oração de Daniel, cuja profundidade só pode ser alcançada por alguém que encontrou o caminho para ouvir a voz Divina.

"Bendito seja o Nome do Eterno para todo o sempre, porque pertencem a Ele a Sabedoria e o Poder. É Ele que faz as mudanças no tempo e determina as estações, estabelece reis e os tira do trono e concede sabedoria aos sábios e conhecimento aos buscadores. Ele revela as coisas mais profundas e os segredos mais escondidos. Tem conhecimento do que esconde a obscuridade e é a própria origem da Luz que emana luminosidade" Daniel 2:20-22

Ele se revela aos que buscam e é misericordioso aos que se arrependem. Ele revela os segredos mais profundos e nada Lhe é oculto.

Os sábios desistem dos seus erros e se convertem ao Eterno, para que não se privem da Sua Luz. Os que odeiam, renunciam seu ódio para absorver o amor do Eterno que limpa o coração. Os que alcançam o conhecimento repelem o mal e imergem na Luz Divina que lhes ensina o caminho da Vida.

Que a Luz Divina encha a alma dos que buscam o Eterno e aprendem a amá-Lo de todo o coração, com toda a alma e com todos os seus recursos.

O Eterno é Um, ele é nosso D'us!


Marcos Andrade Abrão

Continue Lendo

Yaakov e Essav vivem dentro de todo convertido

Itzchak (Isaac) era considerado como uma "oferta" perfeita. Sua elevação espiritual era tão grande que ele nem podia sair das terras de Israel. Por outro lado, sua futura esposa era filha de pessoas idólatras. Embora Betuel fosse descendente dos hebreus, filho do irmão de Avraham, ele havia assimilado o ambiente ao redor dele e se tornado como o povo da terra. Mas, apesar de tudo isto, ele deve ter passado para Rivká, embora sem muitos detalhes, que embora eles parecessem com o povo da terra, eles tinham algo especial, uma tradição que vinha de Ever, descendente de Shem.

Rivká (Rebeca) não hesitou em ir ao encontro de Itzchak, pois no âmago de seu ser, sabia que estava indo em direção ao seu verdadeiro destino, ao propósito fundamental de sua vida. Porém, apesar de tudo isto, Rivká é uma convertida, como dizem os sábios, uma rosa entre espinhos. Alguém que viveu em um ambiente idólatra, mas que se converteu ao Eterno.

Ao engravidar, ela trouxe no ventre os dois mundos, o represente da idolatria e aquele que levaria o mundo inteiro a conhecer a Unidade do Eterno. Eles lutavam dentro de seu ventre, dois povos, dois reinos. Mas no sentido mais profundo, dois mundos, duas realidades, que habitam dentro de sua alma e que habita em todo aquele que se converte ao Eterno.

Quem prevalecerá? Isto depende de cada um de nós! Se estamos nos esforçando para cumprir as Mitsvót, se somos ensináveis e se mantermos uma conexão forte com o Eterno através das Mitzvót e das brachot que pronunciamos diariamente, então o mundo de Yaakov prevalecerá em nossas vidas. Mas, se alguém começar a negligenciar a prática das Mitzvót e deixar de pronunciar as brachot diárias, então sua visão começa a ficar turva e Essav pode voltar a viver trazendo os desejos e motivações que haviam sido superados e estavam adormecidos.

Esta luta no ventre de Rivká continuou mesmo quando os gêmeos nasceram, e continua até os dias de hoje. Mas, Yaakov pegou no calcanhar de Essav, e após seu irmão terminar o "guisado de lentilha" reinando no tempo das trevas, então virá o reino de Yaakov, na era messiânica, com o direito da primogenitura, em um reino Eterno, que nunca se acabará.

Continue Lendo

Os julgamentos do Eterno são como uma roda de moinho que gira de forma lenta, mas moe bem fino

Os Perversos Sempre Perecerão! Servir ao ETERNO é Maravilhoso!

Os julgamentos do Eterno são como uma roda de moinho que gira de forma lenta, mas moe bem fino.

Falam mentiras, planejam iniquidades, fazem chocar ovos da serpente má e os que ingerem seus venenos perdem a fé. Os pés correm em direção ao mal, não agem de boa fé, e ficam auto confiantes até que suas más obras recebem o julgamento Divino. Assim, é o caminho dos perversos e embora pareçam prosperar no começo de suas obras, no final sempre perecem. Semente da serpente, mentes que foram picadas e receberam o veneno do engano. O alimento deles é o lashon hará e dizem: O Eterno não está vendo! Não existe punição para as nossas obras! Na verdade os pensamentos dos perversos são malévolos e a desolação e a punição Divina virão sobre eles. A língua má perecerá e o Eterno livra os justos dos perversos. (baseado na mensagem de Yeshuayahu "Isaías" 59)

É muito fácil discernir o bem do mal, quando nossa mente está sintonizada com o Eterno. Mas, quando uma pessoa é picada pela serpente má, sua mente fica confusa e disposta a toda má obra. Por isto devemos evitar os canais que postam lashon hará. Embora os que fazem isto ingerem do próprio veneno mais do que aqueles que lêem, o alimento que dão é impuro e causa mácula nas almas que entram em contanto com estas mensagens malignas. Então mantenham suas mentes protegidas de pessoas que estão contaminadas por este veneno medonho.

O Eterno julga todas as coisas e traz no momento apropriado a punição para os ímpios. Mas, quando o perverso se torna auto confiante, o Eterno ri pois já enxerga o fim de suas más obras. Porém, no mundo temporal, onde o tempo se torna um referencial extremamente forte, muitas vezes vemos os justos dizendo: Até quando! Até guando o perverso cometerá iniquidade? Mas, quando olhamos as coisas dentro de uma perspectiva espiritual e movidos pela Emunah, então transcendemos o tempo e enxergamos tudo de uma maneira completamente diferente. Passamos a considerar a auto confiança dos perversos como uma tolice, e nosso coração se enche de FÉ, pois o Eterno nos mostra que está conosco e nos fará prevalecer.

Pela minha experiência com o Eterno já vi isto acontecer muitas vezes, e posso dizer com toda convicção: O Eterno é Justo, Ele faz o perverso perecer ingerindo do próprio veneno que propagou e sempre livra o justo. Por tudo isto SERVIR AO ETERNO É MARAVILHOSO, E É A EXPERIÊNCIA MAIS GRATIFICANTE DA VIDA.

Gravem esta mensagem, pois todos verão como o ETERNO agirá e alguns sentirão até pena quando o Eterno punir os que obram iniquidade. Os julgamentos do Eterno são como uma roda de moinho que gira de forma lenta, mas moe bem fino.


Continue Lendo